Cerimônia de 9 de Julho

81 Anos da Revolução Constitucionalista

Parte de nosso calendário anual, o Grupo Escoteiro Craós participou junto aos demais grupos escoteiros de Campinas das homenagens aos Soldados Constitucionalistas de 32. Esse ano, dando continuidade ao que foi feito em 2012, o GE Craós participou com a sua fanfarra, comandada pelo chefe Adriano e que contou com a colaboração e ritmo de nossos escoteiros.

As homenagens, aqui em Campinas, acontecem todo 9 de julho no Mausoléu do Soldado Constitucionalista no Cemitério da Saudade, onde estão enterrados dezesseis combatentes campineiros e conta com a participação ativa de escoteiros, militares e civis, que vão para conhecer um pouco mais da história do nosso estado.

.

Homenagem ao Chefe Zé

O chefe José dos Santos Marques, o nosso Chefe Zé recebeu, juntamente com um veterano de Campinas que participou da revolução, o Sr Natalino Antonio Augusto, uma Medalha Constitucionalista.

Embora não tenha participado do combate em si, o Chefe Zé participou como escoteiro na Revolução. Com 17 anos, ele era escoteiro na Associação dos Escoteiros Católicos Nossa Senhora da Conceição em Campinas e juntamente com outros jovens fez parte da história.

No acontecido, os escoteiros tiveram uma participação muito ativa: auxiliaram nas escolas que foram transformadas em hospitais, cuidaram de almoxarifados e mercados, e atuavam também como guias para os motoristas que levavam equipamentos para as trincheiras e não conheciam bem a região. Fora isso, ajudaram muito na entrega de cartas e telegramas para os soldados e famílias, já que os Correios eram comandados pelo governo e assim tiverem seus serviços paralisados para os soldados que eram contrários à ele.

.

.

SOBRE A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932

A Revolução Constitucionalista de 1932, Revolução de 1932 ou Guerra Paulista, foi o movimento armado ocorrido no Estado de São Paulo, Brasil, entre os meses de julho e outubro de 1932, que tinha por objetivo a derrubada do Governo Provisório de Getúlio Vargas e a promulgação de uma nova constituição para o Brasil.

Foi uma resposta paulista à Revolução de 1930, a qual acabou com a autonomia de que os estados gozavam durante a vigência da Constituição de 1891. A Revolução de 1930 impediu a posse do ex-presidente (atualmente denomina-se governador) do estado de São Paulo Júlio Prestes na presidência da República e derrubou do poder o presidente da república Washington Luís colocando fim à República Velha, invalidando a Constituição de 1891 e instaurando o Governo Provisório, chefiado pelo candidato derrotado das eleições de 1930, Getúlio Vargas.

Atualmente, o dia 9 de julho, que marca o início da Revolução de 1932, é a data cívica mais importante do estado de São Paulo e feriado estadual. Os paulistas consideram a Revolução de 1932 como sendo o maior movimento cívico de sua história.

Foi a primeira grande revolta contra o governo de Getúlio Vargas e o último grande conflito armado ocorrido no Brasil.

(Fonte – Wikipedia)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  • Parceiros

  • Localização

    Av. Getúlio Vargas, 200
    Jardim Chapadão
    Campinas - SP
    CEP: 13.070-087
    (Sede nas dependências do Círculo Militar de Campinas)

    Tel: (19) 97404-9151
    e-mail: contato@craos.com.br